Skip to content

Universo verbal e visual: como é criar uma marca

    universo verbal e visual

    Uma marca inconfundível, de grande valor de mercado, geralmente tem expressões verbais e elementos visuais consistentes, facilmente reconhecíveis pelo público.

    Projetos de branding têm papel fundamental nesse contexto porque definem elementos como nome, o universo verbal e o branding visual da marca.

    Este artigo, ao longo das próximas linhas, esclarece o que é o universo verbal e visual de uma marca e apresenta alguns processos de sua criação.

    Universo visual​

    O universo visual de uma marca é o conjunto de elementos e princípios de design utilizados pela marca em todos os seus pontos de contato, garantindo a coerência e a consistência da estratégia de branding

    Deve ser percebido, portanto, tanto na ambientação de um escritório, quanto em campanhas publicitárias.

    Integram a identidade visual da marca os diversos elementos e princípios gráficos que a empresa usa, como o logotipo, as cores, formas e imagens, a tipografia, iconografia e a maneira como os desenhos devem ser usados. O processo criativo desse universo consiste na definição de tais elementos:

    Logo

    O criativo pode definir um logo tipográfico, com apenas letras em sua composição, ou também desenvolver símbolos para representar a marca.

    Cores

    Definem-se as cores da marca, utilizando um sistema como o Pantone, o RGB e o CMYK. É interessante apropriar-se de tonalidades para aumentar a associação dessas cores à marca e o reconhecimento de mercado.

    Formas

    Formas geográficas criam propriedade e reconhecimento imediato para além do logo e também devem ser trabalhadas com consistência.

    Imagens

    As imagens são o elemento de maior narrativa e são essenciais no branding visual de uma marca porque contam histórias e geram identificação.

    Tipografia

    O estilo de fonte e a diagramação para conteúdos escritos também fazem parte do universo visual de uma marca e ajudam a transmitir a personalidade da marca, a gerar propriedade e reconhecimento.

    Iconografia

    Um repertório de símbolos e imagens próprios da marca também deve ser definido e permite criar um estilo único.

    Comportamentos visuais

    Orientações sobre como todos os elementos visuais devem ser orquestrados.

    Territórios criativos

    Definição de diretrizes sobre iniciativas e cocriações da marca, mantendo a coerência da estratégia de branding.

    Vale notar que a criação da identidade visual não é necessariamente um processo rápido. Podemos resumir o nosso processo criativo em três fases: esboço, desenvolvimento e refinamento.

    Primeiro, esboçamos o máximo possível de elementos que transmitem a ideia central da marca, que expressem a ideia do nome e sintetizem sua mensagem.

    A partir desses esboços, na fase de desenvolvimento, selecionamos os elementos que têm potencial de gerar uma marca, avaliando a síntese formal, o peso, o significado e a legibilidade, além de experimentar cores, formas e imagens. 

    Depois, refinamos a seleção final, aplicamos a marca em pontos de contato relevantes, como no layout do site, em itens de papelaria e em materiais promocionais, a apresentamos ao cliente para aprovação.

    [CASES] Plataforma Visual de Branding​

    Universo verbal​

    O universo verbal de uma marca consiste na sua atitude, no seu “jeito de falar”, nos assuntos que aborda e nas palavras e expressões que usa em suas comunicações. Por meio desse universo, a marca consegue expressar sua personalidade.

    Para criar o universo verbal de uma marca, é preciso estabelecer o modo como esta deve comunicar-se. Nesse contexto, nosso processo criativo consiste na definição do tom de voz, das diretrizes de conteúdo e de um território de palavras:

    Happy group of multiethnic business people men and women. Different young and old people group headshots in collage. Multicultural faces looking at camera

    A criação do universo verbal também é uma tarefa que exige pesquisa, análises e estratégia. Para criar o território de palavras, por exemplo, avaliamos palavras que já são comuns no mercado ou já integram o universo de outras empresas. Assim, indicamos as palavras, os  termos e as expressões que a marca deve usar.

    Basicamente e de modo resumido, é assim que é construído o universo verbal e visual de uma marca em um projeto de branding. O trabalho deve contar com etapas de esboço, desenvolvimento e refinamento a fim de construir um guia de personalidade que oriente as comunicações da empresa, no uso de imagens, textos e sons.

    Para aprender mais sobre projetos de branding, sugerimos a leitura do artigo “Plataforma de Branding: conceito e etapas da criação”.